Encontre aqui o que você procura

Pesquise sem acentos!
Custom Search

16 de Outubro - Dia Mundial da Alimentação!


O Dia Mundial da Alimentação é celebrado no dia 16 de outubro de cada ano para comemorar a criação em 1945 da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO). O objetivo do Dia Mundial da Alimentação é conscientizar o conjunto da humanidade sobre a difícil situação que enfrentam as pessoas que passam fome e estão desnutridas, e promover em todo o mundo a participação da população na luta contra a fome. Todos os anos, mais de 150 países celebram este evento. Nos Estados Unidos, 450 organizações voluntárias nacionais e privadas patrocinam o Dia Mundial da Alimentação e em quase todas as comunidades existem grupos locais que participam ativamente. Durante o Dia Mundial da Alimentação, celebrado pela primeira vez em 1981, ressalta-se cada ano um tema em que se focalizam todas as atividades.

Os temas mais recentes foram:

  • 2000 - O Milénio sem Fome
  • 2001 - Combater a Fome para Reduzir a Pobreza
  • 2002 - Água: Fonte de Segurança Alimentar
  • 2003 - Trabalhar em Conjunto por uma Aliança Internacional contra a Fome
  • 2004 - Biodiversidade para a Segurança Alimentar
  • 2005 - Agricultura e Diálogo Inter Cultural
Uma das iniciativas relacionadas é a Campanha TeleFood, que utiliza programas de televisão e rádio, concertos, chamadas de personalidades famosas, eventos esportivos e outros acontecimentos para transmitir a mensagem de que é hora de se fazer algo para resolver o problema da fome no mundo. O objetivo do TeleFood é fomentar a conscientização e mobilizar recursos para microprojetos de segurança alimentar. As doações recebidas são utilizadas para centenas de pequenos projetos em países em desenvolvimento para ajudar os camponeses pobres a produzir mais alimentos ou gerar renda com a qual possam adquirir alimentos em quantidade e qualidade suficiente para dar de comer às suas famílias. A página web da FAO na Internet contém informações adicionais sobre os temas recentes do Dia Mundial da Alimentação e sobre o TeleFood.

No Dia Mundial da Alimentação - Nutricionistas orientam sobre os benefícios dos Alimentos Funcionais

1) Quando foi criado e qual é o bjetivo do dia mundial da alimentação?
Em 16 de outubro de 1945, em Québec (Canadá), foi criada a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO – Food and Agriculture Organization), cujo objetivo é elevar os níveis de nutrição e de desenvolvimento rural no mundo. Para comemorar o surgimento da Organização, desde 1981 celebra-se nessa data o Dia Mundial da Alimentação. Reconhecido por mais de 150 países, o 16 de outubro é considerado importante para alertar e conscientizar a opinião pública quanto às questões globais relacionadas à nutrição e à alimentação, com destaque para a luta contra a fome, que atinge diversas populações.

2) Como podemos garantir uma alimentação saudável?
Vida saudável pressupõe boa alimentação, e nela incluem-se os chamados alimentos funcionais, que podem prevenir alguns tipos de doenças, tais como problemas cardíacos, câncer, diabetes e acidentes vasculares cerebrais. Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os alimentos funcionais são aqueles que produzem efeitos metabólicos ou fisiológicos no crescimento, no desenvolvimento e nas demais funções do organismo humano. De acordo com a Anvisa, o alimento ou ingrediente com propriedades funcionais, além de atuar em funções básicas, desencadeia efeitos benéficos à saúde. Seu consumo deve ser seguro para dispensar a supervisão médica.

3) Que nutrientes são indispensáveis para a prevenção de doenças?
Para a boa formação dos ossos, é importante a ingestão de vitamina D, encontrada no leite, na margarina e em alimentos fortificados, além de vitamina K, encontrada em espinafre, brócolis e legumes. Uma dieta rica em cálcio, vitamina D e genisteína auxiliam na prevenção da osteoporose.

Já o licopeno, encontrado em alta concentração no tomate , em seus subprodutos (molhos e ketchup) e também em suplementos nutricionais, é um potente antioxidante, capaz de combater os radicais livres e evitar a oxidação do colesterol ruim. Ele inibe o surgimento de placas de gordura nas artérias, prevenindo o risco de acidentes cardiovasculares. O licopeno também auxilia na prevenção do câncer de próstata.

Os ácidos graxos Ômega-3 e Ômega-6 pertencem a uma classe de gorduras importantes para preservar a saúde do coração, pois previnem a formação de coágulos nas artérias coronárias, veias que levam o sangue ao coração. O Ômega-3 é representado principalmente pelos ácidos EPA e DHA, cuja fonte natural são peixes, como salmão, atum e arenque. Para quem não consome peixe com freqüência, há a opção dos alimentos fortificados, que possuem quantidades extras de Ômega-3, entre eles alguns leites, iogurtes e pães.

Uma dieta rica em nutrientes antioxidantes, como as vitaminas C e E, além dos carotenóides beta-caroteno (pró-vitamina A), luteína e zeaxantina, pode auxiliar no combate às doenças oculares, como a catarata, a cegueira noturna e a degeneração macular relacionada à idade. Entre os alimentos que possuem os nutrientes essenciais para a saúde dos olhos estão: frutas cítricas, brócolis, espinafre, gema de ovo, cenoura, mamão e melão

4) O que mais devemos considerar para garantir um estilo de vida saúdavel?
Um estilo de vida saudável também exige a prática de exercícios físicos regulares e a administração do stress. Outros cuidados importantes são não fumar e evitar o consumo de bebidas alcoólicas em excesso.


Autores

Profª Drª Emilia Ishimoto

Nutricionista, Mestre e Doutora pela Universidade de São Paulo (USP)



Profª Drª Lígia Martini

Professora Doutora da Faculdade de Saúde Pública da USP, Coordenadora do atendimento nutricional de pacientes com osteoporose na Unifesp-EPM.



Profª Drª Patrícia Rondo

Nutricionista, Mestre pela Universidade de Leeds e Doutora em Saúde Pública, com ênfase em Nutrição, pela Universidade de Londres

***

Para levar uma vida saudável e ativa precisamos ter acesso a alimentos em quantidade, qualidade e variedade adequadas que respondam às nossas necessidades de energia e nutrientes. Sem uma nutrição adequada, as crianças não podem desenvolver seu potencial máximo e os adultos encontram dificuldades em manterem ou expandirem este potencial.

Como nem todas as pessoas têm acesso aos alimentos que necessitam, a fome e a desnutrição tornaram-se um problema de grande abrangência no mundo. Hoje em dia, quase 800 milhões de pessoas sofrem por desnutrição crônica e nem sequer podem obter alimentos suficientes para satisfazerem suas necessidades energéticas mínimas. Aproximadamente 200 milhões de crianças menores de cinco anos sofrem sintomas de desnutrição aguda ou crônica, cifra que aumenta em períodos de escassez de alimentos ou em épocas de epidemia de fome e conflitos sociais.

Segundo algumas estimativas, a desnutrição é um fator importante entre os que determinam, a cada ano, a morte de aproximadamente 13 milhões de crianças com menos de cinco anos por doenças ou infecções evitáveis, como sarampo, diarréia, malária, pneumonia e combinações das mesmas. A grande maioria das pessoas subnutridas vive na Ásia e na área do Pacífico.

Fonte: Feeding Minds

***



Um comentário

Deixe um comentário! Sua opinião é importante.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Topo